Como escolher o tipo de gramatura ideal para um material gráfico

Quando falamos em gramatura do papel é necessário ter conhecimento, pois, esta influencia no momento de produzir o seu material gráfico.

O material gráfico precisa de um bom desenvolvimento, portanto, na hora de definir a gramatura é preciso selecionar a opção adequada.

Afinal, a escolha errada pode influenciar no acabamento, definir o preço e a qualidade do impresso. Ou seja, cada material precisa ter uma gramatura específica.

Então, criamos este artigo para apresentar os tipos de gramatura e quais são indicados para o seu impresso. Acompanhe o texto até o final e tire suas dúvidas!

Boa leitura!

Não deixe de ler o nosso último artigo sobre: Como a terceirização pode te ajudar no início de uma gráfica

O que é gramatura no material gráfico

Primeiramente, a gramatura pode alterar o resultado na produção do material. Desse modo, antes de definir qual a melhor, é preciso saber o que significa.

A gramatura ou gramagem do papel é uma medida de peso que pode representar a densidade do papel. Portanto, este pode ser medido em gramas por metro quadrado (g/m²).

Um exemplo, os papéis mais pesados são grossos, já os mais leves são finos, porém, existem as exceções. Entretanto, ainda é necessário ter atenção para não confundir a espessura com a gramatura.

Logo a espessura é uma medida de distância que fica entre as duas faces do papel. Assim, a gramatura é a medida do peso com relação à densidade do papel.

Tipos de gramatura de papel: Como escolher


Gramatura de 30g a 63g

O modelo de gramatura de 30g a 63g são finos e geralmente são usados por indústrias e as fábricas. Os papéis de 35 g 55 g são usados nos jornais e bobinas de máquina de cartão.

Assim, a gramatura de 63g é indicado para os produtos que necessitam de embalagens e etiquetas adesivas.

Gramaturas indicadas para produtos

Estas gramaturas são indicadas para:

  • Jornais;
  • Etiquetas adesivas;
  • Bobinas de máquinas de cartão;
  • Blocos de notas fiscais;
  • Blocos de orçamentos.


Isso também vai te interessar. Quais são os 5 pilares essenciais do sucesso de uma gráfica rápida?


Gramaturas indicadas para os papéis

Estas gramaturas são indicadas para os papéis de:

  • Couché;
  • Seda;
  • Kraft.


Gramatura de 75g a 120g

A gramatura de 75g a 120g podem ser usadas nas impressoras domésticas. Ainda as empresas e hospitais também utilizam este tipo, pois, são  indicados para os papéis timbrados e receituários.

Os papéis de gramatura 120g são usados em materiais de baixo custo. Em exemplo, os panfletos e cartões de visitas. Isto é comum, pois, a sua qualidade de impressão é baixa.

Gramaturas indicadas para produtos

Estas gramaturas são indicadas para:

  • Papéis timbrados;
  • Receituários;
  • Panfletos, cartões e convites de baixa qualidade;
  • Hot stamping;
  • Miolos de agendas e cadernos;
  • Artesanatos.


Gramaturas indicadas para os papéis

  • Couché;
  • Offset;
  • Kraft;
  • Color plus;
  • Vergé;
  • Sulfite.


Gramatura de 120g a 240g

Com as gramaturas de 120g a 240g saímos da zona baixa. Neste caso é possível que todos os seus impressos apresentem uma melhor qualidade.

Os papéis com gramatura de 120g a 240g são usados em folders, flyers e outros itens que precisam ser impressos com mais resistência.

Além disso, para quem deseja fazer convites, alguns tipos de papéis usados podem ser de 180g.

No entanto, para outro tipo de impressão, em exemplo, temos os cartões de visitas e postais que podem ser produzidos em gramaturas acima de 250g.

Não deixe de ler também. Como aumentar a produtividade no processo criativo e render mais

Gramaturas indicadas para produtos

Estas gramaturas são indicadas para:

  • Convites;
  • Folhetos;
  • Cartões de visitas;
  • Cartazes;
  • Fotografias;
  • Caixas e embalagens, em geral;
  • Artesanatos;
  • Molduras.


Gramaturas indicadas para os papéis

  • Aspen;
  • Majorca;
  • Cartão;
  • Vergé;
  • Vegetal;
  • Offset;
  • Cartolina.


Gramatura de 250g a 350g

De antemão, os papéis que necessitam de um manuseio mais frequente requer uma gramatura mais elevada. Por isso, cartões de visitas, panfletos, convites e até cardápios necessitam de melhor qualidade.

O papel couchê apresenta uma gramatura de 240g e 300g. Logo, quanto mais a gramatura, indica que existe uma maior qualidade e custo do produto.

De qualquer modo, não é preciso optar sempre por este tipo, pois, algumas gramaturas menores conseguem oferecer também bons resultados.

O ideal é deixar os materiais pesados (acima de 300g) para itens especiais, como desenhos profissionais e aquarela.

Gramaturas indicadas para produtos

Estas gramaturas são indicadas para:

  • Convites;
  • Catálogos;
  • Folders;
  • Flyers;
  • Cartões de visitas;
  • Aquarelas;
  • Desenhos;
  • Artesanatos.


Gramaturas indicadas para os papéis

  • Diamond;
  • Design white;
  • Supremo;
  • Duplex;
  • Couché.


Gramatura com mais de 350 g

É pouco comum ver os materiais produzidos com gramatura com mais de 350 g. No entanto, existem algumas aplicações que exigem este tipo de material. Um exemplo é o uso desta gramatura para serviços especiais ou para a cartonagem.

Características dos tipos de papel


Como vimos cada papel possui uma gramatura, porém, estes podem ser definidos por peso, formato, cor e textura. Bem como, quanto maior a gramatura mais pesado, além de influenciar na transparência do papel.

Formato

O papel pode ser diferente de acordo com a medida, largura e altura. Contudo, estes podem ser definidos em formato comercial, A3,A4 entre outros.

Cor do papel

Normalmente o branco é a versão mais usada, porém, os modelos coloridos também estão disponíveis.

Textura

A textura tem relação com aspecto do papel, sendo granulado, ondulado, liso, acetinado e telado. O mais comum é a textura lisa, usada na cor branca. Entretanto, é possível optar por versões que tenham texturas variadas, e isto altera conforme o tipo de projeto gráfico.

Já viu? Como os brindes podem ser grandes aliados no marketing promocional


Como saber a gramatura do papel?

Como vimos acima a escolha da gramatura do papel pode fazer diferença. No entanto, antes de selecionar a gramatura é preciso que você saiba com precisão qual a gramatura do papel indicado.


Assim, é possível ter a quantia correta, apenas com um cálculo por meio da balança. Com o item é fácil ter o resultado e não necessita de fazer cálculos para conversão.

Balança digital e como medir

Para este processo é necessário ter uma balança digital. Portanto, com o dispositivo, siga as etapas a seguir.

  • Primeiramente, pressione o botão da tara da balança até que apareça os números zeros;
  • Em seguida, coloque a folha e espere pelo resultado;
  • Então, multiplique a largura do papel pela sua altura. Com este cálculo é possível descobrir a área;
  • Agora divida o peso do papel pela sua área;
  • Assim, com o resultado multiplique por 1000. Com isto será convertido o peso de kg/cm² para g/cm²;
  • Contudo, novamente multiplique o resultado por 10000. Ao final você vai ter convertido o peso de g/cm² para g/m²;
  • Pronto! Após os cálculos você vai ter o resultado e saber a gramatura do papel.

Gostou do conteúdo? Quer mais novidades sobre este universo? Não deixe de acompanhar nossas redes sociais e ficar por dentro das novidades.


Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>