Quais e como os formatos de imagem influenciam no seu material

As imagens cada vez mais são utilizadas nas peças publicitárias e materiais promocionais.

No entanto é preciso utilizar os formatos de imagem, corretamente.

Segundo pesquisa Social Media Trends 2017, 72,4% são para as redes sociais e permitem mais engajamento(40,8%).

Os formatos de imagens são variados e cada um deles tem uma características e especificação única.


Devido a esta diversidade é comum existir dúvidas de qual deve ser usada.

Para acabar com estas dúvidas e conhecer melhor os formatos criamos este artigo.

No texto além de falar as opções disponíveis vamos também explicar um pouco como cada um pode ser utilizado. Fique ligado!

Já leu o nosso último artigo? Como vender mais com 7 técnicas essenciais para o Dia do Consumidor

O que são tipos de imagem?

Antes de entrar nas opções disponíveis é preciso entender que os tipos e formatos são diferentes. Ou seja, as siglas são extensões que correspondem aos formatos.

Mas as imagens podem ser apresentadas com um tipo único, sendo:

Vetor

Todo vetor tem como base um polígono ligado por ponto. Estes pontos são analisados pelo computador que faz a contagem de distâncias.

Ou seja, estes itens são escaláveis o que significa que podem ser alterados sem perder sua resolução.

Bitmap

O bitmap ou traduzido de forma literal mapa de bits é uma imagem que apresenta vários pontos (pixels).


Cada pixel tem uma cor de acordo com as coordenadas X e Y, logo estes pixels apresentam cores diferentes na malha e em conjunto criam uma imagem.

Contudo, agora que foi apresentado os tipos de imagem é possível abordar sobre os seus formatos. Acompanhe a seguir e tire suas dúvidas.


Principais formatos de imagem

BMP

O BMP ou bitmap era muito popular nos anos 90, assim várias imagens possuíam esta extensão.


No entanto, devido a sua taxa de compressão ser baixa, faz com que os arquivos fiquem pesados.

As imagens em BMP pode ser de cor preto e branco (1 bit por pixel)  ou ter mais de 24 bits de cores (16,7 milhões de cores!).

Cada quadrado (pixel) armazena as fotos e gráficos, portanto, quanto mais, indica uma melhor qualidade na imagem. Ainda os arquivos neste formato pode ter a extensão. Dib (Device Independent Bitmap) ou BMP.

GIF


O GIF ou Graphics Interchange Format (formato para intercâmbio de gráficos) com uso da tecnologia interlaced faz com que a foto seja carregada gradualmente.


Logo é possível evitar o seu carregamento por completo, podendo ser interceptado pelo usuário.


GIFs animados proporcionam um alto engajamento.

A imagem com esta característica demonstra uma alta taxa de compressão e permite um download rápido. Com limitação de 256 cores as imagens superiores podem perder os seus detalhes.

Hoje em dia este formato é muito usado nas animações, já que permite que várias imagens sejam exibidas. Ao final é possível ver um “clipe”, porém, sem som.

Com isto, a peça pode ser usada no  marketing digital, como alternativa, vale criar animações únicas e com muitos detalhes e cores.

Isso também vai ter interessar. Entenda como a teoria das cores faz a diferença no material gráfico

GIF estático X GIF animado

Acima vimos que o GIF é bem versátil, porém, com a evolução e a internet mais rápida, os formatos de GIF estáticos ficaram datados.

No entanto, o item acabou em desuso devido a sua limitação de 256 cores nos GIFs. Entretanto, graças a versatilidade permitiu sua popularização na rede.

Logo, as imagens acontecem em 15 frames por segundo e esta velocidade garante que a limitação das cores não seja um problema ( não incomode tanto).

De qualquer modo, mesmo com baixa qualidade, e movimento nem tão fluido o carregamento é extremamente rápido. Sendo assim, contribui para que o GIF animado mantenha-se popular.

JPG ou JPEG

O jpg ou jpeg é um dos formatos mais conhecidos e adorado.

Desenvolvido em 1983, o item é feito pelas câmeras digitais e pode ser manuseado em quase todos os programas de edição.


Com uma taxa de compreensão ajustável é uma excelente escolha nos meios digitais.

Devido a sua taxa de compreensão, o mesmo permite que crie um equilíbrio entre o tamanho e a qualidade da imagem. Ou seja, quando a compressão é mínima o arquivo não fica grande.

Assim as imagens em jpg podem aceitar 16 milhões de cores e se comparado aos outros formatos, proporciona um fácil armazenamento e distribuição.

Devido a sua compreensão quando aplicada para tirar a informação, faz com que o tamanho do arquivo seja menor, mas isto também influencia na qualidade, que vai ser inferior.

PNG

Quais e como os formatos de imagem influenciam no seu material

O PNG (Portable Network Graphics) foi criado como um formato alternativo ao GIF.

A vantagem deste tipo de arquivo é a possibilidade do suporte em mais cores.

Ou seja, o PNG possui capacidade de servir como animação, além do fundo transparente e compressão com qualidade.


Com isso, mesmo ao salvar um arquivo por inúmeras vezes o mesmo se mantém com qualidade.

Se comparado ao GIF este possui diversas vantagens

Com um suporte de milhões de cores (além de 256, como o GIF) a imagem em PNG é uma excelente alternativa para imagem.


Em exemplo, o mesmo apresenta o canal alpha (transparência) adicional, na qual permite a variação da opacidade. Ou seja, as imagens não ficam serrilhadas e permitem um maior uso das mesmas.

Com um algoritmo de compactação extremamente eficiente permite que as imagens tenham alta qualidade, com tamanho padrão e aceitável para a internet.

Para as estratégias digitais o formato é indicado pois tem um tamanho adequado, além de manter a qualidade das imagens.

Isto é imprescindível para a sua empresa. 5 dicas para deixar o seu atendimento personalizado e vender mais

TIFF ou TIF

O TIFF ou TIF é útil para os arquivos que vão ser impressos. Inclusive o formato é versátil e mantém a resolução, mas apresenta um formato muito pesado.

Assim, funciona com camadas (com arquivos PSD do Photoshop) porém, como os formatos são grandes é mais comum ser usado em digitalização (scanner e fax).

Atenção** A Zap Gráfica não aceita este tipo de formato

PDF

O Portable Document Format (arquivo de documento portátil) foi criado em 1993 pela Adobe.

Na ocasião existia a necessidade de um arquivo universal que pudesse executar as tarefas independente do software.


Ao contrário do formato TIFF, o PDF é o formato mais utilizado atualmente, principalmente em gráficas, inclusive é o mais utilizado por nós da ZAp Gráfica.

Assim os arquivos em PDFs são práticos e permitem armazenamento de bitmaps, vetor, textos entre outros. Além disso, o PDF pode ser usado nos arquivos de impressão, manuais de marca e nos ebooks.

EPS

O EPS (Encapsulated PostScript) foi criado pela Adobe, mas logo foi substituído pelo PDF. Geralmente o item é usado para armazenar gráficos vetoriais com cores sólidas (sem o gradiente).

SVG

O SVG (Scalable Vector Graphics) é um formato livre e vetorial que funciona nos navegadores atuais. Este formato pode ser usado no website, blog e pode ser animado na  programação em HTML 5.0.

Escolha o formato adequado

Quais e como os formatos de imagem influenciam no seu material


Como vimos existe uma grande variedade de formatos, portanto, o ideal é avaliar sua estratégia na hora de escolher qual aplicar.

Cada tipo foi desenvolvido para garantir uma melhor qualidade do seu trabalho, dessa maneira faça sua escolha de acordo com a sua necessidade.

Gostou do conteúdo? Não deixe de acessar nosso site www.zapgrafica.com.br e confira mais notícias deste universo.


Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>