O que é laminação e quais são seus tipos?

Mais uma da Série Acabamentos, o assunto da vez é um acabamento gráfico muito comum, e aí você sabe o que é laminação e quais são os seus tipos?

Você provavelmente já ouviu falar sobre vários tipos de acabamentos gráficos e com certeza laminação foi um deles, mas você sabe o que é?

Se não, esse artigo foi feito para você, e com certeza vai fazer uma diferença e tanto no seu material gráfico.

 

Saiba também sobre o acabamento verniz localizado.

 

Afinal, o que é laminação?

O processo de laminação consiste em pegar qualquer material impresso, seja ele nos mais variados tipos de papéis como: duplex, couchê, ,supremo, reciclato, triplex ou qualquer outro, no qual ele vai receber uma camada de revestimento de plástico bem fino.

A aplicação da laminação pode ser feita em três processos diferentes: laminação a frio, laminação quente e aplicação líquida.

Quais os tipos de acabamentos em laminação?

Esse tipo de acabamento gráfico sempre foi muito procurado, com isso encontramos atualmente diversos tipos de laminação, são eles:

    • Verniz high gloss
    • Verniz relevo
    • Verniz texturizado
    • Verniz glitter
    • Verniz com aroma
    • BOPP Fosco
    • BOPP Brilho
    • BOPP Holográfico

Filtrando um pouco essa lista vamos dar mais destaque a três tipos que são os mais procurados e utilizados na Zap Gráfica.

 

Laminação Fosca

A laminação fosca é talvez a mais usada entre todos os tipos existentes, pois possui um acabamento elegante, discreto e além de tudo resistente.

Esse tipo de laminação reduz o risco de aparecer manchas de gordura e/ou digitais quando for tocado.

Além disso, a laminação fosca possui maior resistência contra dobras e possíveis amassados fazendo com que a sua peça dure mais, e não é só isso!

Esse tipo de laminação proporciona um toque suave e macio, fazendo com que seja agradável de se pegar.

laminação fosca

 

Laminação Brilho

A laminação brilho, por sua vez, possui um acabamento onde as cores utilizadas na impressão ficam mais vivas, mostrando uma riqueza de detalhes e nitidez.

Além disso, a laminação brilho é mais aderente ao toque, por ser brilhosa e não possuir uma textura mais lisa, ela tem a capacidade de aderir melhor ao toque.

Mas por outro lado esse tipo de laminação pode deixar com mais  facilidade manchas e marcas de digital no material.

laminação brilho

 

Laminação Holográfica

Agora, se alguém quiser um peça gráfica que passe a ideia de modernidade e movimento em cores, a pedida é a laminação holográfica.

Esse tipo de acabamento gráfico em laminação, é transparente e com projeções holográficas dando um efeito diferenciado ao impresso.

Pode ser uma boa pedida se alguém quiser que o material gráfico tenha descontração e chame mais a  atenção dos clientes.

laminação holográfica

 

Leia também nosso artigo sobre qual a diferença entre vinco e dobra.

 

Por que eu usaria esse tipo de acabamento gráfico?

O que mais existe são motivos para ter a laminação como um ótimo argumento na hora de fechar negócio.

  • A laminação fornece uma proteção mecânica, ou seja, se a peça é manuseada com frequência ou esfregada, com a laminação esse desgaste pode ser mais tardio;
  • Diferencia o material dos outros, pois pode ser acrescentado ou tirado o brilho dependendo do posicionamento da marca, além de poder fazer efeitos como na laminação holográfica;
  • Protege o impresso entre outros materiais do desgaste e desbotamento, à luz do sol por exemplo, é um agravante que pode destruir o  material com o tempo;
  • Aparentemente qualquer material pode ser laminado, mas deve-se ter atenção com o tipo de material impresso, pois é preciso saber se ele vai suportar a temperatura durante o processo de laminação por exemplo.

A laminação é muito mais do que um simples acabamento gráfico, ele pode contribuir muito para a diferenciação da comunicação de marca.

Além de trazer sensações com um simples toque, fazendo com que fixe na mente do consumidor.

Gostou do conteúdo? Deixa aí nos comentários qual o tipo de laminação mais te chama a atenção.

 

Não deixe de ler também a #6 Série Acabamentos: Impressão de dados variáveis

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>