Designer Gráfico: Saiba a diferença entre arte e conceito em 7 passos

O designer gráfico tem um trabalho que segue além da criação. Este profissional precisa compreender que a arte e conceito são duas tarefas diferentes.


Hoje o designer gráfico precisa ter um campo de conhecimento amplo e saber que estes dois itens são distintos.


Em breve análise podemos dizer que o estudo da arte tem algumas expansões e se altera conforme o local e a cultura. Já o conceito apesar de ter uma ligação com a arte possui uma forma diferente de se apresentar.


Entretanto, ao falar desta forma pode parecer um pouco confuso e até parecer que são a mesma coisa. Com isso, existe uma diferença entre estes dois termos. Ficou interessado? Quer saber quais são as diferenças entre eles? Acompanhe nossos passos abaixo e tire suas dúvidas!


Não deixe de ler o nosso último artigo sobre. Conheça 3 bons motivos para ser um revendedor gráfico de sucesso


7 passos para o designer gráfico entender arte e conceito


Para quem vive de design é fundamental ter conhecimento sobre estes termos. Muitas vezes estes itens são confundidos entre os usuários que trabalham com a criação.


Pensando nisso, trazemos em alguns passos uma forma simplificada de compreender cada um. Confira.


1# O que é arte


A arte não possui uma definição única do seu significado. No entanto, na visão renascentista a arte pode ser algo que é belo.


Para os estudiosos a arte pode ser algo que proporciona uma emoção ou sentimento, porém, também pode ser uma comunicação visual.


Em todo caso, a arte pode ser vista como uma expressão que atinge várias formas, como uma manifestação com grande variedade de linguagens.


O principal objetivo da arte é expressar, e estas concepções de qualquer modo podem englobar tudo que a arte representa. 


Todos os dias a arte passa por uma evolução, portanto, podemos dizer que não existe uma definição que a delimita.


2# O que é conceito?


A palavra conceito vem do latim “conceptus” e o seu significado é “conter completamente”. De forma filosófica, pode ser a:


“Representação mental de um objeto concreto ou abstrato, que se mostra fundamental para o pensamento na tarefa de identificar, classificar e descrever os diferentes elementos e aspectos da realidade”.

(HOUAISS, 2000, p.783).


Neste ponto o conceito tem como função trazer uma “ideia” do que o objeto passa, ou seja, como é vista esta representação. Independente se é abstrata como realidade. Com isto o seu resultado ocorre com a associação através da identidade visual.


Já viu? Como escolher o tipo de gramatura ideal para um material gráfico

3# Principais diferenças entre arte e conceito

Seguindo a linha de raciocínio acima vimos que a diferença entre a arte e o conceito é tênue, porém, é relevante.


Diante disso, podemos entender que a arte é o meio físico que absorve e apresenta um conceito, porém, não deve ter um. Já o conceito está intrínseco em algum tipo de arte ou objeto e isto permite o seu valor e determinação.


Em outras palavras, para o designer este “conceito” ajuda e orienta como deve ser o processo, desde a tipografia, paleta de cores, ilustrações e fotografia, ou seja, o que a arte vai ter.


Um exemplo prático que podemos usar é um quadro com rastro em tinta. Para a maioria das pessoas pode ser apenas um quadro com rastro, porém, ao saber o seu conceito e a forma de analisar a obra, esta arte muda. A escolha das cores, o formato pode representar significados diferentes. Ou seja, isto é o conceito que vai definir o significado desta arte.


Em vista disso, podemos dizer que a arte e o conceito caminham juntas e que uma sem a outra não existe sentido. Logo um item sem conceito não tem sua forma sem a arte.


4# Exemplos de arte

Designer Gráfico: Saiba a diferença entre arte e conceito em 7 passos

Para entender sobre os conceitos e a arte que um designer pode inspirar é preciso conhecer um pouco dos tipos de arte. Abaixo listamos alguns que vão ajudar a entender como é esta diferença. Acompanhe abaixo e acabe com as dúvidas!


5# Arte conceitual

A arte conceitual é um movimento artístico que possui como base a rejeição do formalismo artístico e materialismo. De forma simplificada quer dizer que todas as suas manifestações artísticas possuem o seu conceito relacionado em uma ideia presente em uma obra de arte, conforme é o seu aspecto.

Neste caso, o principal objetivo é transmitir a arte como meio de comunicação. Todas as obras que seguem este padrão apresenta críticas a várias questões sociais, inclusive a concepção da arte com base na estética.

Isso também vai te interessar. Como a terceirização pode te ajudar no início de uma gráfica

6# Arte contemporânea

A arte contemporânea tem como objetivo trazer a liberdade do artista durante a sua criação. Este tipo de arte iniciou em um contexto de pós-segunda guerra junto da industrialização em massa. Além disso, contribuiu com os novos estilos de vida, portanto, a cultura e produção possuem grande influência neste tipo de manifestação artística, o que proporciona novos conceitos.

Dentre eles têm o minimalismo, a arte conceitual, o pop art., a arte nas ruas, que são expressões que se encaixam dentro da arte contemporânea.

Logo o seu trabalho leva a sociedade da informação, com a tecnologia, novas mídias, inclusive com a aproximação da cultura popular. Neste conceito a arte possui várias linguagens, dentro da dança, música, pintura, teatro, escultura, literatura e outros.

#7 Arte atual

Hoje a arte tem acompanhado o desenvolvimento tecnológico e cada vez mais faz parte das mídias digitais. Muitas das obras produzidas têm como objetivo de interagir com o espectador dentro da realidade.

Um exemplo, que tem muito destaque atualmente é a arte de rua. Está, cada vez mais, possui o seu reconhecimento como um tipo de arte conceitual. Esta expressão artística abrange diversos tipos de modelos, que vão desde o grafite, cartazes, apresentações, instalações, poemas, estêncil, autocolantes e colagens (sticker art.) e etc.

Devido a sua variedade e pluralidade proporciona várias formas de expressão desenvolvidas em espaço público. Com isto esta expressão artística está presente em todo o mundo e o seu caráter é dinâmico e efêmero, que pode ser imortalizado por meio da fotografia.

Com alguns exemplos acima, vimos como a arte e o conceito estão unidos, porém, apenas existem quando são trabalhados juntos. Deste modo, estes “modelos” de arte servem para orientar e facilitar o entendimento sobre a diferença entre ambos. Para quem trabalha como designer este resumo é uma forma de entender como são estas definições.

E ai gostaram do conteúdo? Aproveite e compartilhe com os amigos e siga nossas redes sociais para acompanhar as novidades do universo de design.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>