Tipos de papel: Como eles podem interferir no seu material gráfico

 

Um bom designer gráfico além de saber identificar os tipos de papel precisa ter outros tipos de conhecimento.

 

Por isso, é preciso ter domínio das cores, da composição, da tipografia, conhecer as linguagens gráficas e muito mais.

 

De modo que estas habilidades acima são algumas das mais fundamentais nesta profissão.

 

Entretanto, um ponto importante que precisa de destaque e causa muita dor de cabeça, são os tipos dos papéis e suas utilidades.

 

Como vimos acima, o profissional precisa conhecer diversas habilidades, assim, o conhecimento sobre os tipos de papéis e suas utilidades são essenciais.

 

Pensando nisso, vamos abordar no artigo a seguir, mais detalhes sobre as propriedades e sua importância no material gráfico.

 

Acompanhe o texto abaixo! Boa leitura!

 

Já viu o nosso último artigo? Quanto cobrar por um cartão de visita? Saiba como precificar os seus serviços

 

Características dos tipos de papel

 

Hoje os tipos de papel podem ser definidos por peso, formato, cor e textura. Com isto, o peso ou a sua gramatura pode ter uma variante de 50 a 350 gramas.

 

Assim também, esta escala indica que, quanto maior a gramatura, mais pesado, caro e menos maleável o papel será.

 

Do mesmo modo que este fator também tem influência na transparência do papel.

 

Dessa forma, as impressões em folders exigem que o processo ocorra em papel mais firme.

 

Contudo, alguns destes materiais precisam sair em impressão em frente e verso portanto, uma maior gramatura é ideal.

 

Formato

 

Tipos de papel: Como eles podem interferir no seu material gráfico

 

O formato tem relação com medida, largura e altura. Além disso, os papéis são divididos em formato comercial em A4, A3 e etc.

 

Todavia, existem ainda os formatos gráficos que se alteram pelo tamanho, como:

 

 

  • 46 cm de altura x 34cm de largura;
  • 46cm de altura x 32cm de largura;
  • 660mm x 960mm, 330mm x 480mm.

 

 

Então, esta interface também tem interferência na qualidade/produção e até no preço.

 

De forma que, quando  é escolhido o tamanho errado pode trazer problemas na impressão.

 

A propósito, uma impressão em maior quantidade que ocasiona a perda da qualidade do produto final.

 

Leia também sobre o Dia do Gráfico: confira 5 tendências do mercado gráfico em 2019

 

Cor do papel

 

Geralmente o branco é a cor mais usada, mas os papéis coloridos também podem ser usados garantindo benefícios na produção gráfica.

 

Por isso a maior vantagem do branco é a diminuição dos custos (economia de tinta), enquanto o colorido permite uma diferenciação para a peça e abre o leque para a criatividade.

 

Textura

 

A textura está relacionada ao aspecto do papel e pode compor um tipo granulado, ondulado, liso, acetinado e telado.

 

Mas como o branco é a cor mais usada, a textura mais utilizada é a lisa.

 

Contudo, como ocorre nas cores, ao optar por texturas variadas, elas podem proporcionar um projeto gráfico singular.

 

Entretanto, estas não são indicadas para as impressões que exigem detalhes, definição e nitidez.

 

Saiba quais são os tipos de papel mais usados

 

Tipos de papel: Como eles podem interferir no seu material gráfico

 

Alta print

 

O alta print se destaca no mercado pois é o melhor offset disponível.

 

Dessa forma, entre suas características temos um papel liso, branco e com opacidade. Geralmente é indicado para impressão de imagens o que propõe um resultado incrível.

 

Capa texto

 

Com aparência artesanal este é usado na impressão de miolos e também nos guardas de livros.

 

Cartão duplex

 

Este pode ser visto com vários acabamentos, cores e composições. O cartão duplex é comum em embalagens, tags, livros e caixas.

 

Cartão grafix

 

O cartão grafix é indicado para policromia e pode ser usado nas capas, pois facilita a plastificação.

 

Cartão tríplex

 

Com três camadas, duas de celulose pré-branqueada e uma celulose branca com brilho este papel é comum em embalagens no geral.

 

Um exemplo do seu uso pode ser, em embalagens de produtos higiênicos, cartões postais, embalagem de brinquedos, de farmácia ou alimentício, em pastas, tags e nos itens eletrônicos.

 

Canson

 

O papel Canson é colorido e visto nas decorações, colagens e recortes.

 

Cartolina

 

O papel cartolina é intermediário entre o papel e papelão, no qual pode ser obtido pela pesagem e colagem de outras folhas.

 

Color plus

 

Este papel é colorido e liso o que permite uma impressão de qualidade.

 

Geralmente é usado para projetos publicitários, assim como folhetos, cartões de visita, bloco de notas, convites entre outros.

 

Não deixe de ler Dia do publicitário: 6 dicas para ser um bom publicitário

 

Couchê

 

O papel couchê apresenta uma camada de carbonato de cálcio em uma lado ou em ambos.

 

Com isso permite que as cores fiquem mais vivas na impressão dos materiais que possuem qualidade superior.  O papel é muito usado nos panfletos, folders, cartões e até nas revistas.

 

Couchê brilho

 

O papel apresenta uma textura mais lisa e brilhante, além de ter uma camada fina de revestimento. Devido a estas qualidade permite que as cores sejam vivas e ideias para catálogos, sacolas, cartões de visita, flyers e folders.

 

Couchê fosco

 

O uso deste papel permite que o impresso tenha um aspecto mais refinado e sofisticado. Pode ser visto em cartões de visita, flyers e folders.

 

Couchê L-1

 

Com brilho somente em um lado pode ser usado para impressão em rótulos.

 

Couchê L-2

 

Com brilho em ambos os lados é visto em folders, revistas, catálogos e flyers.

 

Couchê matte

 

Apresenta um revestimento fosco nos dois lados e serve para uso em impressão de catálogos e livros.

 

Duplex

 

Com duas camadas ou mais de materiais é ideal na impressão de capas de cadernos.

 

Flor post

 

O flor post serve como segunda via e apresenta um dos dois lados brilhantes. Com esta característica proporciona melhor qualidade na impressão.

 

A peça é usada em pedidos, documentos fiscais e em documentos.

 

Ufa, são muitos né? E ainda tem mais!

 

Tipos de papel: Como eles podem interferir no seu material gráfico

 

Fotográfico

 

O papel fotográfico tem a base couchê e um revestimento a mais. Produzido com polietileno este é extremamente resistente e durável.

 

Heliográfico

 

Produzido com celulose branca, o papel apresenta um acabamento liso e colado. A peça é indicada para cópias em  processo heliográfico.

 

Imprensa

 

O papel imprensa é próprio para jornais, revistas e peças do tipo, pois é feito com celulose sulfito não branqueado.

 

Jornal

 

O papel jornal é acinzentado e poroso. Este material gráfico é feito com restos de madeira e tem como função ser usado em jornais e publicações esporádicas.

 

Kraft

 

O kraft possui cor parda escura e serve para envelopes, sacos, sacolas e embrulhos.

 

LWC

 

O papel LWC é indicado para substituir o couchê pois apresenta alta  porcentagem de celulose. Geralmente é usado para impressos promocionais como revistas, livros, folders, catálogos e outros.

 

Veja também 7 dicas criativas de como ganhar dinheiro extra no Carnaval com produtos gráficos

 

Offset

 

O papel offset serve na indústria gráfica para papel timbrado, livros, notas fiscais, cadernos e alguns tipos de folhetos.

 

É indicado para estas impressões pois além de ser resistente a umidade, é liso, uniforme e de baixo custo.

 

Offset telado

 

Com aparência gofrado pode ser usado em peças publicitárias, calendários, cartões de festas, displays e convites.

 

Opaline

 

Sua espessura é uniforme, além de ser liso e rígido, portanto, serve para a impressão de  diplomas, convites e nos cartões de visita.

 

Reciclato

 

O reciclato é um offset reciclado, portanto, serve na impressão de  bloco de notas, relevo, efeitos de porcelana, nas impressões finas de livros de arte, em papel timbrado, entre outros.

 

Revista

 

Com alta resistência e impressão rápida garante uma facilidade para produção em alta escala. Este papel pode ser usado em revistas e publicações de vida curta.

 

Top print

 

O top print é sedoso e liso, além de ter uma opacidade superior. Com isto está presente nas impressões de folhetos, manuais, revistas, impressos promocionais e livros didáticos.

 

Vergê

 

Com aparência artesanal a marca d’água serve para envelopes, catálogos, cartões de visita e materiais publicitários.

 

Com isto vimos a variedade dos tipos de papel. Cada um deve ser usado no mercado gráfico com intuito de proporcionar uma boa impressão e qualidade.  

 

Agora que você conhece um pouco deste universo, conta pra gente nos comentários qual o seu preferido! Deixe sua opinião logo abaixo!

 

Acesse www.zapgráfica.com.br e seja um parceiro, não deixe de nos acompanhar também em nossas redes sociais.

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>